" TESTEMUNHO PESSOAL - O SENHOR QUE É SOBERANO - É QUEM MARCA QUANDO E ONDE NOS ENCONTRARMOS COM ELE "

23/12/2011 00:00

 

  " DEUS NOS AMA PRIMEIRO ANTES DE O CONHECERMOS - E NOS ATRAI, PARA ENTÃO, DECIDIRMOS AMÁ-LO OU NÃO "
 
Após o acidente com a van escolar, passando pelo hospital da Unesp, feito os exames necessários, e com a graça de Deus sendo liberado sem grandes consequências: a não ser uma luxação no joelho direito devido a pancada, conforme ja relatei anteriormente e  após ter dado o meu depoimento na delegacia a respeito do acidaente fui para casa. 
 
Onde recebi visitas e entre elas a do meu ex-supervisor Guilherme Mezzena, o qual era o dono da van, onde ele me disse que infelizmente eu não teria como trabalhar mais com ele, pois a van havia dado PT ( Perca Total ) e ele não teria condições de comprar uma outra até que todo o processo que envolvia o seguro liberasse a verba para tal, e que isto como era costume, demoraria algum tempo.
Eu lhe disse que tudo bem, e assim que ficasse totalmente bem, eu veria o que iria fazer, agradeci a ele pela oportunidade que havia me dado e também pela preocupação para comigo e minha família.
 
Passado alguns dias, eu já estava sem dor e a luxação ja havia sarado, comecei a procurar algo para trabalhar, porém na primeira semana nada consegui, foi então que o Guilherme me procurou dizendo que o irmão dele estava procurando alguém que fosse de confiança, honesto e trabalhador para ocupar uma vaga que ele tinha disponível, e que ele havia falado a meu respeito com ele.
 
E  o Marcos Mezzena, irmão dele pediu para que se eu quisesse, fosse até o escritório dele, e ele explicaria o tipo de trabalho e onde seria este trabalho.
Então perguntei onde era este trabalho? E ele me disse que era para ir para Manaus - Amazonas e que do restante só mesmo o irmão dele para explicar.
Peguei com ele o contato e também o endereço e conversei com a minha esposa, e decidimos que pelo menos eu iria lá para conversar e saber do que se tratava. 
Liguei para ele marcando o dia e a hora para conversarmos, que seria no dia seguinte, lembro-me que estavamos nos primeiros dias de junho de 1.999.
 
Ao chegar lá, ele começou a explanar do que se tratava, do tipo de projeto que era, o que ele queria da pessoa que aceitasse o trabalho e o que se receberia por este trabalho.
fiquei empolgado e ancioso com a oportunidade e ao mesmo tempo com medo e receoso pelo fato de ser tão longe e também por se tratar de algo em que eu nunca havia trabalhado. 
 
Mas mesmo assim pedi a ele um tempo para pensar e também conversar com a minha esposa, e ele me deu só um dia para isso pois ele tinha pressa em resolver esta questão e o prazo qie ele tinha para tal também já estava expirando.
Mesmo que me sentindo meio pressionado aceitei e disse que até o final da tarde do dia seguinte eu lhe daria uma resposta definitiva a esse respeito.
 
Retornei para casa, pensativo e temeroso,  questionando a proposta de tudo que me foi oferecido, e ao chegar em casa, com tantas informações para refletir e também com uma decisão séria a tomar e o pior de tudo com tremendas dúvidas a respeito. 
 
Pois não podia crer que algo daquele tipo pudesse ser proposto por alguém, a alguém desconhecido, que nunca o tinha visto na vida.
Eu com a minha incredulidade e o meu orgulho julgava impossível.
 
Não via a hora de chegar e conversar a respeito com a minha esposa, e contar para ela a respeito da proposta e decidirmos juntos qual seria a resposta que daria ao Marcos no dia seguinte.
E chegando em casa minha esposa  estava mais anciosa do que eu, bom voces sabem como é mulher em relação à curiosidade.
Foi quando comtei a ela sobre o que ele me havia proposto e das dúvidas que tinha a respeito.
Pois não conseguia crer que alguém pudesse investir tanto assim em aguém que não fosse conhecido ou parente, principalmente por não ter experiência nenhuma na área. E então comecei a contar:
_ Que o Marcos me propusera ir para Manaus com tudo pago pela consultoria    ( CONSCIÊNCIA ".
Passagens de avião, casa, comida e carro ( Kombi ) para trabalhar e mais um salário, e tudo isso para aprender a trabalhar  com vendas ( venda de planos de assistencia funeráraria de uma grande empresa da cidade - PAAN - Plano de Assistência Almir Neves  ), sendo que ainda não havia trabalhado nessa área.
E que a intensão dele era que se tudo corresse da forma como ele planejara, em dezembro de 99 eu viria somente para buscar a minha família, pois ele queria estabelecer negócio lá e eu seria o homem dele naquele lugar.
Imaginem o porque das minhas dúvidas, pois onde vemos tais propostas assim, a pessoas inexperientes.
Mas, conversamos muito a respeito e decidimos aceitar esse desafio.
No dia seguinte liguei para o Marcos e dei a resposta sim a ele, e então ele pediu que eu fosse no dia seguinte até a empresa para tratarmos de como seria e quando seria a minha ida para Manaus.
Porém, não seria assim tão simples, pois foram muitos dias indo e conversando com um e com outro até que eu conversaria com o Danilo, que era naquela época o homem de confiança do Marcos, o braço direito dele.
E  só com ele foram alguas conversas.
Só fui saber depois que tudo aquilo foi para me testar e confirmar a certeza de que eu suportasse ficar por lá conforme o combinado. Pois eles fizeram de tudo para me desanimar e até mesmo desistir em todas as conversas que tivemos; até que então ficou marcada a minha viagem para o dia 01/07/1999.
Faltava uma semana para a viagem, comecei a temer a viagem, a pensar em ficar longe da minha família, por meses até poder vir visitá-los, no dia 03/07 faríamos a festa de aniversário de 03 anos da minha filaa, e eu não estaria, e coloquei a por em dúvida novamente a proposta e me bateu a incerteza que outrora era convicta. 
E foram dias nessa agonia.
Foi então que no dia 29/06/1999, decidi ir a uma igreja evangélica pensando assim, os crentes dizem que Deus fala com a gente, quando o buscamos para ouvi-lo, e eu quero saber se isso é verdade, e eu só vou a essa viagem se Ele falar comigo, pois eu não consigo acreditar que essa porta que se abriu para mim, é algo de bom, pois nunca na minha vida havia recebido algo assim e desta forma. Então falei com a minha esposa e fomos na Igreja Assembléia de Deus - Ministério Botucatu, que era pastoreada pelo Pr. Antímo, chegando lá, sentamos bem na última fila de bancos, até porque na minha mente era mais fácil sair e não ser visto, pois tinha certeza de que Deus não falaria nada a respeito de mim,
relembrando que eu ainda não O conhecia da forma como Ele quer que O conheçamos, eu era ainda um incrédulo em relação a verdadeira vida espiritual.
E dado o início do culto com os canticos e louvores, vindo em seguida a mensagem onde o pregador que um missionário de fora, falava sobre abraão e Moises, onde ele narrava a saída de abraão da sua terra, em obediência a Deus e sendo que Ele não conhecia a Deus ainda quando o ouviu pela primeira vez, mas mesmo assim creu que era Deus e se dispos a obedecer e também paralelamente ele falava sobre Moisés e a travessia do mar Vermelho, que ao se abrir se tornou em uma grande porta de escape e bençãos para os Hebreus.
Quando de repente, o pregador parou de falar por alguns segundos, e disse no meio da pregação:
_ Você que hoje veio até aqui para saber se Deus fala com quem o busca, Ele manda te dizer;
_ que você está aqui, por que Ele te trouxe até este lugar, para falar contigo e responder a você as perguntas que voce tem feito e tirar as dúvidas que te aflige nesse momento.
Ele manda te falar que esta porta que se abriu, não é do homem, mas sim, Dele e que esta é só uma das muitas portas que se abrirão para voce, se voce tão somente crer e entrar por ela, pois voce não estará sozinho, Ele sempre estará contigo e que para onde voce tem que ir agora, é longe, mas Ele O senhor do universo, já está la te esperando para tratar algo contigo, pois Ele mesmo marcou esse encontro com você!
 Receba esta palavra que sai da boca de Deus! E nesse momento o pregador apontou o dedo em minha direção e não tinha como não ser para mim, pois eu senti algo dentro de mim, que nunca havia sentido ainda, era como que uma espada ou algo parecido rasgando o meu peito e ardia como fogo ( Hebreus 4 : 12; Salmos 97 : 3 ) e olhei para a minha esposa e dizendo a ela, gata eu vou, cai de joelhos e em choro, e também tive a certeza de que algo grande aconteceria na minha vida a partir daquele momento, e as dúvidas que me afligiam, sumiram como que do nada, e uma paz tomou conta do meu ser,
pois hoje sei disso, que a partir do momento em que disse a minha esposa que iria para Manaus e me ajoelhei chorando eu estava aceitando a Cristo em minha vida, por obedecer a Palavra do Senhor, e sabemos que Jesus é a Palavra que se fez carne e habitou em nosso meio e habita até hoje através daqueles que permitem que Ele habite em nós pela obediència da Sua Palavra. ( João 1 )
E no dia 01/07/1999, parti para Manaus e ai começou uma trajetória que jamais esquecerei enquanto estiver nesse mundo e que compartilharei também com voces na continuidade desse testemunho, se assim Deus permitir.
 
Continue lendo....
 
 
 
Testemunho Pessoal
 
Elio  A.  Loiola
 
Evangelista e Apologista Cristão
 

Contato

Pastor Elio Loiola São Paulo Brasil

55(19) 982-276-340 - Whats App

elioloiola@hotmail.com elioaloiola@gmail.com