" A FÉ DADA PELO AUTOR E CONSUMADOR DESTA FÉ, É SUFICIENTEMENTE CAPAZ DE NOS LEVAR A DESFRUTAR DA VIDA ABUNDANTE E ETERNA QUE NOS É PROMETIDA, SE TÃO SOMENTE POR ESTA MESMA FÉ, CONFIARMOS NESTE FATO. " - Quinta Feira

26/07/2018 10:20
ANDANDO PELA FÉ OU PELAS NOVAS INDULGÊNCIAS RELIGIOSAS  E RITUALÍSTICAS ? 
 
" Amados, embora estivesse muito ansioso por lhes escrever acerca da salvação que compartilhamos, senti que era necessário escrever-lhes insistindo que batalhassem pela fé uma vez por todas confiada aos santos. "  Judas 1:3
 
 
Pelo que tenho ouvido, este outro evangelho ( que costumo chamar de euvangelho ) ensinado hoje, na maioria das denominações existentes.
 
Gera uma grande distorção bíblica em nosso entendimento racional.
 
Onde, tendenciosamente, induz  aos seus ouvintes a crer que quesitos como fé, esperança, amor, oração, exame e meditação da Palavra, confiança na Palavra e em quem as declarou, sabedoria, adoração, louvor e principalmente o temor ao Senhor, na pratica da Sua Palavra, já não são mais necessários, ou pelo menos não são prioritários para agradar a Deus, para desfrutar de Deus o seu favor imerecido ( a sua Graça) e eterno para conosco.
 
Desde que, adquiramos deles um dos carnês hoje desenvolvido estrategicamente para o crescimento financeiro desproporcional e disfuncional por estas tais " denominações". E que os pague rigorosamente em dia e com Constância.
 
1 Pedro: 5. 
1. Aos anciãos, pois, que há entre vós, rogo eu, que sou ancião com eles e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: 
2. Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, não por força, mas espontaneamente segundo a vontade de Deus; nem por torpe ganância, mas de boa vontade; 
3. nem como dominadores sobre os que vos foram confiados, mas servindo de exemplo ao rebanho. 
4. E, quando se manifestar o sumo Pastor, recebereis a imarcescível coroa da glória. 
 
Isto me leva a lembrar das tais " indulgências " instaurada por uma religião tradicional para que fossemos perdoados e agraciados por Deus em relação aos nossos pecados. Se as indulgências não resolvem as questões sobre o pecado, o princípio é o mesmo em relação às bençãos, pois Cristo em sua primeira vinda, resolveu ambas em sua morte e ressurreição. 2 Cor. 2:20; Efésios 1:3.
 
Temos que tomar cuidado com tais ensinos, pois está escrito:
 
1 Samuel: 15. 22. Samuel, porém, disse: Tem, porventura, o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à voz do Senhor? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, do que a gordura de carneiros.
 
Colossenses: 2. 
20. Se morrestes com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos sujeitais ainda a ordenanças, como se vivêsseis no mundo, 
21. tais como: não toques, não proves, não manuseies 
22. (as quais coisas todas hão de perecer pelo uso), segundo os preceitos e doutrinas dos homens? 
23. As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria em culto voluntário, humildade fingida, e severidade para com o corpo, mas não têm valor algum no combate contra a satisfação da carne. 
 
E Jesus Cristo disse:
 
Marcos: 7. 
6. Respondeu-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim; 7. mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens. 
8. Vós deixais o mandamento de Deus, e vos apegais à tradição dos homens. 9. Disse-lhes ainda: Bem sabeis rejeitar o mandamento de Deus, para guardardes a vossa tradição.
 
O princípio deste contexto, é o mesmo para o fato que ocorre hoje em nossa geração. 
 
Principalmente por ver e perceber no meu espírito o comércio que vem sendo instalado a cada dia, em relação a fé que a nós foi dada de uma vez por todas por meio de Cristo.
 
Hoje de tudo se vende nos templos, desde sabão do lavandeiro até lâmpadas ungidas, cada qual, segundo estes mercenários com a sua finalidade.
 
Então, nos vem a questão, e o sangue de Cristo derramado na cruz, foi debalde, não teria o sangue de Cristo poder para realizar o que de fato as Escrituras declaram que foi realizado e consumado por meio deste único e eterno sacrifício? 
 
Fica a pergunta para cada um de nós respondermos a nós mesmos e ao èspírito Santo que em nós habita, se é que ainda habita naqueles que por estas coisas andam e vivem declarando ser pela fé em Cristo e em seu sacrifício vicário.
 
Creio, e por isto falo !
 
Na graça e paz abundantes de Cristo Jesus.
 
Pr. Élio Loiola.
Ministério Só em Cristo Há Vida
CSECHV
 

RÁDIO JESUS A VIDA


Clique no player para ouvir.
Jesus a Vida

contador de usuarios online

VISITAS / ACESSOS        

                    
              DESDE   
                      
 
          A FUNDAÇÃO                   
       
      VISITAS/ACESSOS  
 
    1.886.467
 

Contato

Pastor Elio Loiola São Paulo Brasil

55(19) 982-276-340 - Whats App

soemcristohavida@gmail.com